Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdta.ufra.edu.br/jspui/handle/123456789/1164
Title: Análise morfológica de escamas de peixes teleósteos do Alto Rio Guamá na mesorregião Nordeste Paraense
Advisor: BRAGA, César França
Authors: MENDES, Izabelle da Silva
Keywords: Lepidologia
Taxonomia
Morfologia
Peixes amazônicos
Issue Date: 2019-07-10
Citation: MENDES, Izabelle da Silva. Análise morfológica de escamas de peixes teleósteos do Alto Rio Guamá na mesorregião Nordeste Paraense. 2019. 68f. Orientador: Prof. Dr. César França Braga. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal Rural da Amazônia, Capitão Poço, 2019.
Resumo: O estudo das escamas (lepidologia) vem se ampliando e aperfeiçoando para permitir uma melhor identificação taxonômica de espécies de peixes a partir dessas estruturas. Na Amazônia, há pouca literatura especializada na morfologia de escamas dos peixes da região tropical e muito menos sobre o papel das escamas na ecologia e identificação das espécies na região. Assim, o objetivo deste trabalho foi a descrição detalhada de estruturas morfológicas das escamas dos peixes teleósteos presentes no alto Rio Guamá próximo ao município de Capitão Poço, Nordeste do Estado do Pará e avaliar se essas escamas podem ser usadas como uma ferramenta confiável para identificação das espécies de peixes nesta região. Para obter maior diversidade de peixes foram realizadas coletas em diferentes períodos sazonais em três diferentes pontos de amostragem utilizando redes de emalhar. Para a descrição das escamas das espécies de peixes foi usada uma adaptação da nomenclatura utilizada por literatura especializada. As Análises multivariadas seguiram a metodologia proposta por literatura especializada) e foram realizadas utilizando o programa Primer versão 6.1. Foram realizadas uma análise de agrupamento e ordenação (MDS), e uma análise one-way ANOSIM para testar diferenças significativas nas características nas escamas entre os fatores (espécies, famílias e ordens) para determinar a que nível taxonômico as escamas podem ser úteis para classificação. Análise SIMPER foi utilizada para verificar as características de escamas mais importantes. Um total de 56 indivíduos foram coletados e classificados em 3 Ordens, 13 Famílias e 24 espécies das quais apenas 18 possuíam escamas. Na análise de agrupamento e ordenação foram obtidos agrupamentos claros em todos os níveis taxonômicos (Ordens, Famílias e espécies). A diferença estatística entre as características das escamas foi maior entre Famílias (RAnosim = 0,743; p = 0,001) do que entre espécies (RAnosim = 0,725; p = 0,001) ou Ordens (RAnosim = 0,584; p = 0,001). Assim, a identificação de grupos a partir das características das escamas foi possível para todos os níveis taxonômicos considerados, mas se mostrou mais eficaz a nível de Família. Estes agrupamentos podem corresponder ao processo evolutivo desses peixes uma vez que esses apresentam um comportamento correspondente a sua filogenia. Embora algumas poucas Famílias tiveram alta similaridade entre as escamas indicando uma restrição ao uso das características das escamas para estes grupos.
Abstract: The study of scales (lepidology) has been expanding and perfecting to allow a better taxonomic identification of fish species from these structures. In the Amazon, there is few availability of specialized literature on the morphology of fish in tropical region and even less on the role of scales in ecology and species identification in this region. Thus, the objective of this work was the detailed description of morphological structures of scales of teleosteal fish present in upper Guamá River near the municipality of Capitão Poço, Northeast of Pará State, and to evaluate if these scales can be used as a reliable tool for identification of fish species in this region. In order to obtain greater fish diversity, samples were collected at different seasonal periods at three different sampling points using gill nets. For description of scales of fish species was used an adaptation of nomenclature used by Bräger et al. (2016) and Roberts (1993). Multivariate analyzes followed the methodology proposed by Clarke and Warwick (1994) and Clarke and Gorley (2001) and were performed using Primer version 6.1 program. A grouping and ordering analysis (MDS) and ANOSIM one-way analysis were performed to test significant differences in the characteristics of scales among factors (species, Families and Orders) to determine to what taxonomic level the scales may be useful for classification. SIMPER Analysis was used to verify the most important scale characteristics in case of group formation. A total of 56 individuals were collected and classified into 3 Orders, 13 Families and 24 species of which only 18 had scales. In grouping and ordering analysis, clear groups were obtained at all taxonomic levels (Orders, Families and species). Statistical differences among characteristics of scales was higher among families (RAnosim = 0.743, p = 0.001) than between species (RAnosim = 0.725, p = 0.001) or Orders (RAnosim = 0.584, p = 0.001). Thus, the identification of groups from the characteristics of scales was possible for all taxonomic levels considered but it was more effective at the family level. These groups may correspond to the evolutionary process of these fish since they present a behavior corresponding to their phylogeny. Although a few families had high similarity among the scales indicating a restriction to the use of the characteristics of scales for these groups.
URI: bdta.ufra.edu.br/jspui//handle/123456789/1164
Appears in Collections:TCC - Capitão Poço - Bacharelado em Ciências Biológicas



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons