Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdta.ufra.edu.br/jspui/handle/123456789/1777
Title: Práticas de educação inclusiva no ensino da língua portuguesa com alunos surdos no município de Tomé-Açu.
Advisor: AQUIME, Rafaele Habib Souza
Authors: ALMEIDA, Walace de Souza
Keywords: Língua Portuguesa
Educação Especial e Inclusiva
Alunos surdos
Bilinguismo
Libras
Issue Date: 2021
Citation: ALMEIDA, Walace de Souza. Práticas de educação inclusiva no ensino da língua portuguesa com alunos surdos no município de Tomé-Açu. 2021. 78 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Letras Língua Portuguesa) - Universidade Federal Rural da Amazônia, Campus Tomé-Açu, PA, 2021. Disponível em: http// bdta.ufra.edu.br/jspui//handle/123456789/1777.
Resumo: O ensino de Língua Portuguesa para alunos surdos é um assunto fundamental para reafirmar a cidadania e outros direitos do processo de inclusão educacional. Sabendo-se disso é importante investigar como se processam as práticas educacionais levando em consideração a educação especial e inclusiva. O objetivo desse trabalho foi analisar quais são as práticas utilizadas por professores de Língua Portuguesa para o ensino de alunos surdos, como se desenvolvem, tomando como parâmetro a didática, o planejamento educacional e o conhecimento em Libras. A metodologia escolhida é a pesquisa de campo, exploratória, sendo formato quanti-qualitativa, foi utilizado entrevistas semi-estruturadas com base em Piovesan; Temporini (1995), Dalfovo (2008) e Perreira (2006), junto aos professores da disciplina Língua Portuguesa e professores do Atendimento Educacional Especializado (AEE) para a coleta de dados. A respeito do embasamento teórico, destacamos que: o ensino de língua portuguesa para surdos se fundamenta no Bilinguismo, como discute Quadros (1997; 2003; 2006; 2019), Quadros; Schmiedt (2006) e Fernandes (2015). Gesser (2012) aponta que o professor precisa estar pronto para planejar atividades inovadoras quando necessárias. Baú; Kubo (2009) e Libâneo (2013) reforçam a necessidade de preparação/formação continuada para atuar com cada necessidade educacional. Entre os principais achados da pesquisa, destaca-se que: o bilinguismo foi observado como uma das práticas mais adequadas e frequentes na educação de surdos, é necessária uma formação mínima em Libras para que o trabalho desenvolvido pelos professores de Língua Portuguesa seja efetivo, percebemos que as práticas mais importantes identificadas nesse estudo são aquelas que estabeleceram a comunicação, seja por Língua Portuguesa por meio de texto escrito ou pelo uso da Libras, além de uma formação em língua Portuguesa como L2 para surdos em específico.
Abstract: The teaching of Portuguese language for deaf students is a fundamental issue to reaffirm citizenship and other rights in the educational inclusion process. Knowing this, it is important to investigate how educational practices are processed taking into account special and inclusive education. The objective of this work is to analyze what are the practices used by Portuguese language teachers for the teaching of deaf students, how they develop, taking didactics, educational planning and knowledge in Libras as a parameter. The chosen methodology is field research, exploratory, being a quanti-qualitative format, using semi-structured interviews based on Piovesan; Temporini (1995), Dalfovo (2008) and Perreira (2006), together with teachers of the Portuguese Language discipline and teachers from the Specialized Educational Service (AEE) for data collection. Regarding the theoretical basis, it is highlighted that: the teaching of Portuguese language for the deaf is based on Bilingualism, as discussed in Quadros (1997; 2003; 2006; 2019), Quadros; Schmiedt (2006) and Fernandes (2015). Gesser (2012), points out that the teacher needs to be ready to plan innovative activities when necessary. Baú; Kubo (2009) and Libâneo (2013) reinforce the need for preparation / continued training to work with each educational need. Among the main findings of the research, we highlight that: bilingualism was observed as one of the most appropriate and frequent practices in the education of the deaf, a minimum training in Libras is necessary so that the work developed by Portuguese language teachers is effective and we realize that at most important practices identified in this study are those that established communication, either by Portuguese language through written text or by using Libras during school activities, In addition to training in Portuguese as a L2 for the Deaf in particular
URI: bdta.ufra.edu.br/jspui//handle/123456789/1777
Appears in Collections:TCC - Tomé-Açu - Letras / Português



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons