Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdta.ufra.edu.br/jspui/handle/123456789/2194
Title: Caracterização microbiológica das amêndoas do cacau durante os processos de fermentação e secagem em sistema AgroflorestaL “SAF’s” na Amazônia Oriental
Advisor: NUNES, Raquel Soares Casaes
Authors: QUADROS, Jeferson Santana
BARROS, Mateus Cardoso
Keywords: Análise Molecular
incidência Microbiológica
secagem do cacau
Theobroma cacao
Issue Date: 2021-08-12
Publisher: UFRA/Campus Tomé-Açu
Resumo: Os sistemas agroflorestais (SAFs) são uma alternativa de desenvolvimento sustentável pois possibilita a recuperação de áreas degradadas e a redução do desmatamento, contribuindo para o rompimento do ciclo da agricultura familiar tradicional, tão comum na região amazônica, na qual, possibilita a recuperação dos solos, o aumento da matéria orgânica e da fertilidade do solo. As amêndoas de cacau são cultivadas e fermentadas nos SAFs. De acordo com pesquisas, o aparecimento significativo de microrganismos endofíticos como bactérias na amêndoa do cacau, pode beneficiar sua produção comumente com as bactérias fermentativas. Entretanto, fungos toxigênicos podem sobreviver aos processos de secagem e serem expressos após a não utilização da secagem adequada. O objetivo do estudo foi caracterizar a microbiota das amêndoas de cacau durante o processo de fermentação e verificar a redução da incidência dos fungos pós processo de secagem. As amêndoas do cacau foram submetidas a três metodologias de secagem, duas de forma natural e uma artificial adaptado: secagem em terreiro, secador solar e secagem mista. O isolamento das bactérias foi realizado a partir das amostras coletadas, um dos procedimentos aplicado foi a raspagem da amêndoa do cacau já fermentada e seca. Após, alíquotas foram repicadas em Placa de Petri com meio de cultura contendo ágar Sangue e ágar MacConkey para verificação de bactérias e em meio de cultura Sabouraud para verificação dos fungos. As culturas foram analisadas por contagem das unidades formadora de colônias (UFC/mL). Metodologias Moleculares foram realizadas para enfatizar a caracterização microbiana. Foram encontradas bactérias ácido lácticas em 48 horas de processo de fermentação e bacilos Gram negativos e bacilos Gram positivos (Bacillus spp.) nas amêndoas de cacau após 72 horas do o processo fermentativo. Verificou-se a presença de fungos do gênero Aspergillus spp. durante os três tipos de secagem, sendo a secagem em ar artificial (protótipo) a mais eficaz para a redução fúngica. Contudo, este trabalho contribuiu para a caracterização de bactérias endofíticas nas sementes de cacau possibilitando estudos aprofundados da verificação in vitro e em casas de vegetação do potencial de biocontrole da produção do cacau desce o cultivo ao processamento das amêndoas (fermentativo e secagem) em desfavor dos fungos fitopatogênicos.
Abstract: Agroforestry systems (AFSs) are an alternative for sustainable development as they enable the recovery of degraded areas and reduce deforestation, contributing to breaking the cycle of traditional family farming, so common in the Amazon region, which enables the recovery of soils, the increase of organic matter and soil fertility. Cocoa almonds are cultivated and fermented in AFSs. According to researches, the significant appearance of endophytic microorganisms such as bacteria in the cocoa almonds can benefit its production, commonly with fermentative bacteria. However, toxigenic fungi can survive drying processes and be expressed after not using proper drying. The aim of the study was to characterize the microbiota of cocoa almonds during the fermentation process and verify the reduction in the incidence of fungi after the drying process. Cocoa almonds were subjected to three drying methods, two naturally and one adapted artificially: drying in a terrace, solar dryer and mixed drying. The isolation of bacteria was performed from the collected samples, one of the procedures applied was the scraping of the dried and fermented cocoa almond. Afterwards, aliquots were subcultured in a Petri dish with culture medium containing Blood Agar and MacConkey Agar to verify bacteria and in Sabouraud culture medium to verify fungi. Cultures were analyzed by counting colony forming units (CFU/mL). Molecular Methodologies were performed to emphasize microbial characterization. Lactic acid bacteria were found within 48 hours of the fermentation process and Gram negative bacilli and Gram positive bacilli (Bacillus spp.) were found in cocoa almonds 72 hours after the fermentation process. It was observed the presence of fungi of the genus Aspergillus spp. during the three types of drying, with artificial air drying (prototype) being the most effective for fungal reduction. However, this work contributed to the characterization of endophytic bacteria in cocoa seeds, enabling in-depth studies of in vitro verification and in greenhouses of the potential for biocontrol of cocoa production from cultivation to almonds processing (fermentation and drying) to the detriment of phytopathogenic fungi.
URI: bdta.ufra.edu.br/jspui//handle/123456789/2194
Appears in Collections:TCC - Tomé-Açu - Engenharia Agrícola



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons