Please use this identifier to cite or link to this item: http://bdta.ufra.edu.br/jspui/handle/123456789/3071
Title: Geotecnologias aplicadas na análise da evolução do garimpo na terra indígena Yanomami de 2017 a 2022
Advisor: CALDEIRA, Carlos Rodrigo Tanajura
Authors: PEREIRA, Ryan de Azevedo
Keywords: Sensoriamento remoto - Terra indígena Yanomami
Áreas de garimpo na Amazônia - Terra indígena Yanomami
Geotecnologias - Uso
Método da máxima verossimilhança
Iniciativa Internacional de Clima e Florestas Norueguesa (NICFI) - Dados de satélite
Issue Date: 2023
Publisher: UFRA/Campus Belém
Citation: PEREIRA, Ryan de Azevedo. Geotecnologias aplicadas na análise da evolução do garimpo na terra indígena Yanomami de 2017 a 2022. Orientador: Carlos Rodrigo Tanajura Caldeira; Josevando de Sousa Silva. 2023. 42 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Cartográfica e de Agrimensura) - Universidade Federal Rural da Amazônia, Campus Belém, PA, 2023.
Resumo: A exploração irregular de ouro consiste em um dos processos responsáveis pela vulnerabilização de povos tradicionais. É o caso da terra indígena Yanomami, aonde as atividades garimpeiras apresentaram um alto crescimento nos últimos anos, sendo responsável pela crise sanitária que afeta a região atualmente. Nesse contexto, as técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto facilitam a detecção de áreas exploradas de forma indevida, auxiliando tomadas de decisão por órgãos responsáveis pela gestão do meio ambiente. O presente estudo objetivou avaliar a evolução do garimpo em uma porção da terra indígena Yanomami entre os anos de 2017 a 2022. Foram utilizadas imagens do satélite PLANET, obtidas pelo programa de acesso a dados de satélite Iniciativa Internacional de Clima e Florestas Norueguesa (NICFI, em inglês). Pra identificar e quantificar as áreas de garimpo utilizou-se o método de classificação supervisionada de imagens pela máxima verossimilhança. A classificação de imagens e a elaboração de peças cartográficas foi feita no software QGIS 3.22. Em 2017 foi identificado um total de 5,2659 hectares de garimpo e em 2022 foi identificado um total de 876,3898 hectares de garimpo. O maior incremento observado ocorreu no ano de 2020 pro ano de 2021, quando a área de garimpo apresentou um aumento de 449,76%. Esse período coincidiu com o aumento do preço do ouro no mercado internacional. Os resultados obtidos permitiram observar as regiões nas quais o garimpo estava presente a mais tempo, tal qual regiões aonde a atividade se deu de forma mais intensa.
Abstract: Irregular gold mining is one of the processes responsible for the vulnerability of indigenous peoples. This is the case of the Yanomami indigenous land, where mining activities have shown a high growth in recent years, being responsible for the health crisis happenning currently. In this context, geoprocessing and remote sensing techniques aid the detection of improperly exploited areas, helping decision-making by organizations responsible for environmental management. The present study aimed to evaluate the evolution of mining in a portion of the Yanomami indigenous land between the years 2017 to 2022. Images from the PLANET satellite were used, obtained by the satellite data access program Norwegian International Climate and Forestry Initiative (NICFI). To identify and quantify the mining areas, the maximum likelihood classification method was used. The satellite image classification and map elaboration were done in the software QGIS 3.22. In 2017, a total of 5.2659 hectares of mining were identified and in 2022 a total of 876.3898 hectares of mining were identified. The biggest increase observed occurred from 2020 to 2021, when the mining area increased by 449.76%. This period coincided with the gold price increase on the international market. The results obtained made it possible to observe the regions in which mining had been present for the longest time, as well as regions where the activity took place more intensely.
URI: http://bdta.ufra.edu.br/jspui/handle/123456789/3071
Appears in Collections:TCC - ICIBE - Engenharia Cartógráfica e de Agrimensura



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons